Mais um direitista e homem do Mercado é eleito presidente de um País na América do Sul

18/06/2018
Mais um direitista e homem do Mercado é eleito presidente de um País na América do Sul

Redação

O candidato do Partido Centro Democrático, Iván Duque, foi eleito presidente da Colômbia neste domingo (17/06). Apoiado pelo ex-presidente Álvaro Uribe, Duque somou 53,95% dos votos, contra 41,83% de seu opositor, o ex-prefeito de Bogotá, Gustavo Petro.

Candidato do “uribismo”, Duque baseou sua campanha em severas críticas ao acordo de paz entre o governo colombiano e o antigo grupo guerrilheiro FARC, assinado em 2016. O novo presidente promete mudanças no pacto e se apresenta como porta-voz de uma fração da sociedade que estaria insatisfeita com o acordo.

Com 41 anos, o mais novo entre os candidatos, o direitista Iván Duque havia vencido o primeiro turno com 39,14% dos votos. Com passado profissional ligado ao mercado financeiro, trabalhou nos Estados Unidos como consultor do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).


Na política, o candidato do Centro Democrático teve trajetória curta. Foi eleito senador em 2014, mas deixou o cargo no ano passado para concorrer à presidência. Duque também foi assessor no Ministério da Fazenda e assessor do ex-presidente Álvaro Uribe. Segundo a Registraduría, órgão eleitoral oficial da Colômbia, foi registrada uma participação de 52,86% no segundo turno dessas eleições presidenciais.

Da Redação com informalões de agências internacionais